Conselheiros do CEAS-MS tomam posse para o biênio 2018-2020

por: Vanessa Scaquete Cáceres
09 Fevereiro 2018

Conselheiros do CEAS-MS tomam posse para o biênio 2018-2020 (foto: Sedhast)

Na manhã desta sexta-feira (09), os conselheiros do Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS-MS) tomaram posse para o biênio 2018-2020. O evento aconteceu na Escola do SUAS/MS “Mariluce Bittar”.

Ao todo, 18 conselheiros governamentais, indicados pelos gestores das respectivas pastas e não governamentais- representantes da sociedade civil, eleitos pelos fóruns FUSUAS, FETSUAS e FASEMS, assumiram a gestão do CEAS-MS.

A conselheira do CRESS 21ª Região/MS, Lucia Furtado participou do evento, representando a atual gestão “Resistir para Fortalecer a Luta” e ressaltou:

“Parabenizamos os Conselheiros empossados pela Secretária da SEDHAST Elisa Cleia Nobre, e desejamos êxito no exercício do controle social. Consideramos um desafio em tempos de retrocesso dos direitos sociais e desmantelamento das políticas públicas, por meio de cortes dos recursos públicos para a política de assistência social, especialmente por parte do Governo Temer.

Parabenizamos os fóruns representantes da sociedade civil organizada: FUSUAS, FETSUAS e FASEMS que, após árduo processo de eleição, conseguiram eleger seus pares. E enquanto direção do CRESS-MS nos comprometemos em apoiar e fortalecer os fóruns de atuação estadual. Em especial o FETSUAS para que ocorra de imediato, novas eleições e se preencha as vacâncias existentes.

Vale ressaltar que a direção do CRESS-MS está muito preocupada com o cenário nacional da assistência social, inclusive a inexistência de reuniões do CNAS em 2018 e o pedido de afastamento do atual Presidente do CNAS, representante governamental que não concordando com as pressões e desmandos do Governo Temer que fere a democracia, impedindo o funcionamento do Conselho de tamanha relevância social.

Por fim, convidamos a categoria profissional  para participar das  reuniões dos FMTSUAS nos municípios e do FETSUAS na capital. Lembramos que as reuniões do CEAS-MS são realizadas na Escola do SUAS “Mariluce Bittar” e são abertas aos usuários, trabalhadores e representantes de entidades, com direito a fala”.

 

Veja abaixo os nomes dos conselheiros empossados:

Representantes da Sociedade Civil

Representantes de Entidades e Organizações de Assistência Social

1º Titular: Lar do Idoso (SIRPHA)

Representante: Maria Christina Gomes de Oliveira

2º Titular: Federação das Associações Pestalozzi do Mato Grosso do Sul

Representante: Maria Freitas dos Santos Ferreira

2º Suplente: Casa de Abraão

Representante: Edméa Almeida Couto

Representantes de Usuários da Assistência Social

1º Titular: Maria Aparecida Borges

Representantes de Entidades e Organizações dos Trabalhadores do SUAS

1º Titular: Sindicato dos Psicólogos de Mato Grosso do Sul – SINPSI/MS

Representante: Walkes Jacques Vargas

2º Titular: Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do MS (Crefito)

Representante: Janaína Silva de Carvalho Oliveira

Representantes governamentais

Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast)

Titular: Salette Marinho de Sá

Suplente: Patrícia Tenório Borges Noleto

Secretaria de Estado de Educação (Sed)

Titular: Evanize de Barros Lima

Suplente: Maria Eulina Acosta de Freitas

Secretaria de Estado de Saúde – SES

Titular: Neiva Cristina Barbosa dos Santos

Suplente: Regiane Luz Ribeiro

Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública – SEJUSP

Titular: Nathia Aparecida Ayala Sant’ana

Suplente: Claudia Doriana Araujo Medeiros

Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social de Mato Grosso do Sul (Coegemas/MS)

Titular: Maria Telma de Oliveira Minari

Suplente: Adnilson Vilalba Freires

Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast)

Titular: Edna Bordon Lopes

Suplente: Daniela Oliveira da Silva Galvão

 

Conselho Estadual da Assistência Social- CEAS/MS

O Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS/MS) é um órgão de instância colegiada de caráter permanente e deliberativo, com representação paritária entre governo e sociedade civil, responsável pelo controle social da política de assistência social de Mato Grosso do Sul. A ele compete aprovar a Política Estadual de Assistência Social; avaliar e fiscalizar os serviços de Assistência Social prestados pelos órgãos governamentais e não governamentais do estado, especialmente as condições de acesso da população a esses serviços; indicar as medidas pertinentes à correção de exclusões constatadas; propor modificações na estrutura do Sistema Estadual que visem à promoção, proteção e defesa dos direitos dos usuários da Assistência Social, entre outras competências.